Arquivo da tag: #flor da noite

E eu tinha uma Dama da Noite, sem saber!

GEDSC DIGITAL CAMERA, Décio Adams

Flor do Cactos Dama da Noite

GEDSC DIGITAL CAMERA

Flores do Cacto Dama da Noite, abertas e botões por abrir.

Dama da noite.

Uma flor que não gosta muito de luz. Prefere as horas da noite e madrugada para ostentar seu explendor.

Há alguns anos, creio que entre 2005/07, durante uma de nossas caminhadas habituais pelas ruas do bairro, minha esposa Rita e eu, em determinado lugar, encontramos um pedaço de caule de um cacto. Decidi levar para casa e plantar. Talvez crescesse e seria mais uma planta em nosso jardim. Como não esperava que ficasse grande, plantei-o encostado do muro, proximo do padrão de luz da COPEL, na entrada de nossa casa.

Algum tempo depois começou a crescer lentamente, se agarrou no muro e subia aos poucos. Chegou à parte de baixo de uma floreira existente no topo, contornou e se fixou na pouca terra do muro, que a essas alturas também estava sendo tomado pela hera plantada pelo vizinho e que tomou conta de tudo.

Por algum tempo deixei de prestar atenção a ele e um dia notei que estava escalando o poste de entrada de energia. Pensei em cortar para não causar problemas com os cabos. Por esquecimento ficou assim mesmo. Em certo dia do ano passado, minha esposa me chamou para vir ver as flores que havia naquele cacto aparentemente despretensioso. Imediatamente peguei a câmera e fui até lá para registrar algumas imagens. Fiz várias mas em um acidente ocorrido com o computador, perdi e não tinha back-up. Restaram duas que estão aí para ver.

DCFC0429.JPG

Flor do Cacto Dama da Noite, do ano passado.

DCFC0428.JPGPensei em voltar depois para registrar outras imagens quando tivesse terminado de abrir. Qual não foi minha surpresa ao olhar novamente e elas estarem completamente murchas. Haviam aberto de madrugada e com o sol quente, murcharam e caíram. Imaginei que era uma das flores mais efêmeras. Já havia visto algumas outras flores de cacto também de curta duração.

Os meses passaram e, na semana passada, minha companheira me chamou para ver a florada que ele estava preparando dessa vez. Uma profusão de botões, ainda totalmente fechados, mas todos em estágios próximos. Iriam abrir praticamente no mesmo dia, ou com um ou dois dias de diferença.

Novamente peguei da câmera e registrei o estágio das flores em botão, em número superior a 10, para depois mostrar elas abertas. São na verdade flores gigantescas, se comparadas com o caule da planta. Devem medir cerca de 25 cm de comprimento e o diâmetro quando aberta, em torno de uns 20 cm, contando as pétalas externas. Suas pétalas são brancas e o centro (miolo) de um amarelo vivo.

GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERAGEDSC DIGITAL CAMERA

Até no alto do poste de luz havia dois botões. Uma enxurrada de flores.

No sábado, dia 21/02, à noite, novamente fui chamado para ver duas flores que haviam aberto e fizemos algumas fotos noturnas. Lamentavelmente, um clic errado de minha parte, deletou essas e outras feitas ontem à noite. Meu filho está tentando recuperá-las. Se ele conseguir vou postar depois para verem. Para minha sorte, o sol hoje deu uma trégua, e elas ainda estão parcialmente abertas e fiz algumas imagens para mostrar.

GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA

 

Ontem a tarde, o proprietário do Orquidário Junior, situado nas proximidades da antiga penitenciária do Ahú, falou ao meu filho, quando ele lhe mostrou as fotos, tratar-se da famosa Dama da Noite. Recomendou para cuidar pois ela é rara. Acho que foi isso que me fez juntar aquele pedaço de caule, meio ressecado e plantá-lo aqui em casa. Agora ele nos presenteia com suas lindas flores. Uma pena serem tão efêmeras, pois não chegam a durar um dia. Abrem à noite, e se o sol brilhar forte logo cedo, ao meio dia estão completamente murchas. É essa a razão do nome e sua curta duração, confirma o ditado: Tudo que é bom dura pouco.

PS.: Felizmente foi possível recuperar uma versão das fotos perdidas. Aqui vão algumas delas pois são dignas de ver.

GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA GEDSC DIGITAL CAMERA

 

Décio Adams

decioa@gmail.com

adamsdecio@gmail.com

www.facebook.com/livros.decioadams

www.facebook.com/decio.adams

@AdamsDcio

Telefone: (41) 3019-4760

Celulares: (41) 9805-0732  / (41) 8855-6709