Arquivo da tag: #Ministra Divina.

Fantástico mundo novo!-Volume III – Recomeço em Orient. Cap. IV – Colônias são implantadas.

  • Colônias são implantadas.
  •  

    As providências para eleger os ministros encarregados da administração civil de Orient, sob supervisão de Mink e seus dez auxiliares, desde Urantia foram tomadas. Diversos candidatos, todos eles com experiência comprovada em administração e conhecedores dos assuntos que iriam gerir, foram propostos. Em uma reunião geral no anfiteatro, eles apresentaram seus projetos de trabalho, para que o povo pudesse fazer sua escolha, de modo mais acertado. No dia marcado, todos que puderam estar presentes, participaram do pleito. A apuração foi feita sem demora, indicando, para ministro da mineração e indústria, um homem de nome Gamal, que fizera parte da administração de Kibong. Ali aprendera os segredos de uma administração eficiente e segura. Para dirigir os negócios da agricultura foi escolhido Cassiel, um dos primeiros discípulos das escolas de agricultura em Kibong.

Continue lendo

Fantástico mundo novo! – Volume III – Recomeço em Orient – cap. 03 – Novas expedições exploratórias.

  • Novas expedições exploratórias.

  •  

    Os longos anos de entrevistas com Arki, haviam ensinado Mink a não tomar decisões apressadas. Convocou, para o período da manhã do dia seguinte, os dez membros iniciais, na verdade os chefes dos dez grupos. Em conjunto tomariam a decisão sobre a conveniência da implantação de uma colônia na região explorada pela expedição. Seria a primeira iniciativa de colonização e serviria de modelo para futuras colônias a serem estabelecidas em pontos mais distantes. Havia toda a questão de logística, de comunicação. Para começar, tentariam encontrar um caminho mais fácil. Se pudessem navegar até um ponto da costa, mais próximo da localização do lago, ficaria facilitado o transporte de material, suprimentos e equipamentos.

Continue lendo

Fantástico mundo novo! – Volume II – Capítulo XI – Chega o momento da partida

11. Chega o momento da partida.

Com a aceitação de novos adeptos da doutrina, a revelação trazida por Arki alcançou boa parte da população de Kibong e mesmo nas localidades próximas. O movimento constante de comerciantes, viajantes diversos, se encarregou de estabelecer o contato de muitos com os ensinamentos. Onde a mensagem encontrava eco em velhas lembranças, passadas através de inúmeras gerações, não tardava a estabelecer-se a sintonia. Os anos passaram e a aceitação entre o povo tornou-se cada vez mais intensa. Muitos adoradores de deuses de barro, fenômenos naturais e outras crenças, viram na fé em um Deus de amor, todo poderoso residente na Ilha do Paraíso, algo mais convincente do que seus ídolos.

Continue lendo

Fantástico mundo novo! – Capítulo VI – Novidades acontecem.

  1. Novidades acontecem.

 

O primeiro dia da nova semana de começava, amanheceu com o céu limpo. Logo os primeiros raios de sol riscaram o céu, deixando em sua passagem o traçado gravado nas muitas partículas de água que ainda havia em suspensão na atmosfera. Todo povo estava levantando do leito, após um dia de descanso e uma noite de sono reparador. Em toda parte, chaminés rústicas emitiam pequenas nuvens de fumaça do fogo que aquecia os alimentos da refeição matinal nas casas. Sock e os filhos maiores preparavam-se para enfrentar mais um dia de trabalho. No período de descanso, havia adentrado ao porto um navio dos grandes. Era talvez o maior barco já visto por essas paragens. Trazia uma variedade de mercadorias trazidas de portos distantes. Além de descarregar parte de sua carga, iria levar um bom lote das mercadorias estocadas nos depósitos. Teriam trabalho em quantidade significativa.

Continue lendo