Arquivo da tag: Gênio

A lâmpada de Aladim e o Gênio.

Mais uma do Gênio da Lâmpada.

 

Em certa ocasião, um turista se perdeu no deserto e para azar seu, foi assaltado por um bando de beduínos. Deixaram o coitado à pé, sem água e sem comida. Para piorar sua situação não sabia como se orientar. Morto de sede, sofrendo com o calor insuportável, a fome maltratando, caminhou por algum tempo e caiu exausto. Ao cair, sua mão bateu em algo mais sólido do que a areia. Os dedos removeram a areia ao redor do objeto e emergiu uma lâmpada de forma

Pôs-se a limpar e depois usou a fralda da camisa para completar a limpeza. Ao esfregar a lâmpada, ouviu-se um chiado e uma pequena nuvem como que fumaça emanou da lâmpada. Ao se expandir adquiriu a forma humana que se pôs a falar:

– Estou aqui para atender a três pedidos seus, meu amo e senhor!

Um pouco aparvalhado, o homem olhou sem acreditar para a figura à sua frente. Perguntou:

– Eu posso pedir o que eu quiser?

– Pode sim, meu amo e senhor!

– Posso pensar um pouco? Preciso de tanta coisa. Já vou fazer primeiro pedido.

– Não perca muito tempo.

– Eu quero um camelo para montar. Nunca montei num camelo.

Squash! Um vistoso camelo, todo ajaezado apareceu ao seu lado.

Ele rodeou o camelo, avaliou o belo animal e lhe fez um afago no focinho, que foi retribuído. A um toque no joelho, ele se abaixou para que o dono montasse. Uma vez montado, o Gênio insistiu para que fizesse o segundo pedido.

– Eu quero um oásis bem aqui, com muitas palmeiras, um palácio com muitas mulheres bonitas.

Kabum! Um pequeno estrondo acompanhou tamanho pedido realizado. Um luxuriante oásis apareceu, tendo bem ao centro um palácio ao estilo árabe, com guardas nas portas, um harém com vários eunucos e demais servidores. Antes de entrar no palácio o Gênio avisou que faltava fazer um pedido. Ele pensou um pouco e falou:

– Quero ter um órgão sexual do tamanho do que tem esse camelo que estou montando. Com tanta mulher preciso ter um instrumento à altura.

Fuch! E o desejo foi realizado. O Gênio por sua vez se recolheu ao interior da lâmpada. O que nosso amigo havia esquecido era olhar para as partes baixas do animal. Não lhe passou pela cabeça que o Gênio malicioso lhe houvesse dado para montaria uma camela, e não um camelo.

Ao tentar conferir o tamanho de suas partes baixas retirou a mão com o desespero no rosto. Sua genitália havia sido transformada em feminina. Ele não especificara que deveria ser homem, apenas que fosse do tamanho do que tinha o animal de montaria. Esse infelizmente era uma fêmea. De nada adiantariam todos os luxos, o harém cheio de mulheres. Não poderia usufruir de nada disso. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Vingança maligna do Gênio.

Décio Adams

[email protected]

[email protected]

www.facebook.com/livros.decioadams

www.facebook.com/decio.adams

@AdamsDcio

Telefone: (41) 3019-4760

Celulares: (41) 9805-0732  / (41) 8855-6709

A lâmpada de Aladim e o Gênio.

 

images (4)

Aladim segurando a Lâmpada Maravilhosa.

images

Gênio esperando para atender pedidos.

 

A lâmpada de Aladim e o Gênio.

 

Desde muito jovem conheço a história da lâmpada de Aladim com seu gênio, capaz de realizar desejos, praticamente impossíveis. Creio que todos, idosos, de meia idade, adultos jovens, adolescentes e crianças, tivemos em algum momento, por meio da TV, livros, ou alguém que contou, contato com essa fábula. Existem algumas pequenas variações, mas o centro da história permanece inalterado. Com o tempo surgiram algumas variações divertidas. Há sempre alguém pronto para fazer uma deturpação de uma música, poesia e por que não, uma fábula. Vou contar algumas delas em uma sequência de artigos.

Uma delas, os Hermanos argentinos me perdoem, mas eles levam a pior nessa. Casualmente se encontraram no deserto do Atacama um brasileiro, um argentino e um uruguaio. Compartilharam o tempo durante um percurso entre dois lugares e nesse trajeto, encontraram uma lâmpada.

images (5)

Genio saindo da lâmpada em forma de nuvem.

 

O “hermano” se pôs logo a esfrega-la. Em instantes o Gênio apareceu e lhes falou:

– Vocês têm direito a fazer três pedidos que eu vou realizar. Quem vai fazer o primeiro?

Já estavam há bastante tempo na região e cansados de tanto caminhar, sentir o ar seco, o uruguaio se adiantou e falou:

– Io quiero que nos pongas los três em el punto de encuentro de las fronteras de Uruguai, Argentina e Brasil.

Vupt! Instantaneamente estavam os três transportados para o ponto, na margem do Rio Uruguai. Olharam-se e dessa vez o argentino se adiantou para fazer o seu pedido.

– Io quiero que  hagas uma muralla al rededor de todo mi país. Que nadie pueda entrar en mi pátria.

images (2)

Aladim com o gênio.

 

Vapt! Um alto muro surgiu instantaneamente cercando toda a Argentina. O argentino estava do outro lado do muro. Subiu e acenou aos companheiros por cima do muro, dando adeus.

Restava ao brasileiro fazer o seu pedido. Ele indagou ao gênio:

– Esse muro é bem fechado mesmo, não vasa nada?

–  Herméticamente fechado! – disse o gênio.

– Então enche tudo de água!

A última coisa que se ouviu foi o ex-companheiro nadando e pedindo socorro do outro lado do muro.

 

Em outra história desse tipo, temos um português, um francês e um italiano caminhando por um deserto no norte da África e tropeçaram em uma lâmpada. Manoel não perdeu tempo e começou a esfregar o objeto.

 

images (1)

Gênio em núvem colorida.

Com um silvo o gênio emergiu da lâmpada e se postou diante deles de braços cruzados, dizendo:

– Cada um pode fazer um pedido, para ser justo. Quem começa?

-. Eu, – disse o italiano – leve-me para a melhor ilha do Havaí, com muitas mulheres bonitas, com bastante dinheiro.

Vuch! O italiano sumiu, ficando o francês e o português se entreolhando.

– Quem é o próximo?

– Me leve para o castelo mais bonito e luxuoso da França. Quero muitos empregados e cavalos. Adoro cavalos.

images (3)

Gênio envolto na núvem.

 

Switch! Lá se foi o francês para o seu castelo. Manoel ao se ver sozinho, começou a esboçar um início de choro.

– Vai chorar o gajo? – disse o gênio.

– É que eu não tenho nenhum lugar para onde ir e não quero ficar sozinho aqui. Pode trazer meus companheiros de volta?

Vapt! Os dois voltaram instantaneamente. Se olharam e começaram a correr atrás de Manoel, querendo pegá-lo para lhe dar uma surra. Ele os privara da realização de seus sonhos. Enquanto isso o gênio se recolhia à sua lâmpada para mais uma temporada de sono genial. Acho que o Manoel está correndo até agora, se é que os dois não cansaram de tentar pegá-lo. Ele parecia ter treinado para correr o Iron Man, mas na velocidade de um velocista dos 100 m rasos.

BXK13485_lampada-de-aladim800

Modelo de lâmpada igual a de Aladim.

 

Outro dia eu conto mais uma.

 

Décio Adams

[email protected]

[email protected]

www.facebook.com/livros.decioadams

www.facebook.com/decio.adams

@AdamsDcio

Telefone: (41) 3019-4760

Celulares: (41) 9805-0732  / (41) 8855-6709