Elas São de Marte! – Mulheres sem censura.

Elas são de Marte, capa 001

Capa de Elas são de Marte.

Elas são de Marte – Mulheres sem censura.

O livro acima é em verdade uma antologia poética, toda ela de autoria de mulheres. Busca colocar o erotismo feminino numa dimensão ajustada ao mundo moderno. Há, de permeio, alguns textos em prosa, porém fiéis ao foco da obra.

Trata-se de obra escrita a muitas mãos. São 77 mulheres, de diversas idades, de variados lugares do país. Pode-se entrever nos textos a diversidade de opções sexuais das autoras, mas tudo está colocado na ótica estética do gênero poético. São, antes de mais nada, artistas no uso da palavra. 

Elas são de Marte, dedicatória. 001

Decicatória assinada por uma das autoras, Carla Ramos.

Quero aqui lembrar que o erotismo e sexo, em eras remotas, fizeram parte dos cultos religiosos primitivos. Aos poucos tais costumes evoluíram para formas menos diretas e mais simbólicas. Por exemplo as vestais, encarregadas do fogo sagrado no templo são reminiscências das antigas “prostitutas” rituais. O pagamento do dote da noiva, substituiu o que seria arrecadado no serviço sexual “religioso”. Costumava ser mais bem cotada para o casamento, aquela que houvesse amealhado maior soma de dinheiro. Isso significava tratar-se de alguém capaz de satisfazer plenamente os desejos do marido.

Durante décadas, até mesmo séculos, foi possível encontrar obras eróticas, de autoria de homens. Jamais se havia visto tais escritos publicados tendo como autoria o nome de uma mulher. Ao que sei, houve casos em que elas publicavam obras diversas, sob uso de pseudônimos masculinos, escondendo dessa forma sua condição feminina. Havia o risco de ser desqualificada sua obra, pelo fato de ser mulher.

Em Elas são de Marte!, estas reminiscências do passado são colocadas na cesta do lixo e esse grupo de mulheres corajosas resolveu enfrentar, de cara para o vento, quaisquer obstáculos. O autor do prefácio Flávio Ferrari, escreve em seu parágrafo derradeiro: “É sedutor imaginar o despertar de uma fêmea à leitura de cada página. Resta saber o que farei com meus instintos ao terminar”. 

Os impulsos sexuais são inatos à todos os seres vivos, sendo pois impossível excluir os humanos. Durante séculos a femea humana foi mantida submissa, presa a tabus e regras de comportamento. Ana Alencar, idealizadora do projeto, diz em sua introdução, ser comum receber de homens propostas para programas íntimos, em decorrência de escritos que externam o erotismo e sexualidade feminina, feitos por uma mulher. Pensam que, por escrever sobre a intimidade dos sentimentos femininos, trata-se de “garotas de programa”, prontas para o sexo casual e inconsequente.

Entre as autoras há profissionais de variadas áreas. Tal qual o homem, capaz de executar as mais complexas tarefas, não perde o seu impulso sexual inato, também as mulheres, ao ocupar postos de responsabilidade e importância, não se transformam em estátuas de gelo, indiferentes aos apelos da sexualidade. Somos todos, mulheres e homens, antes de mais nada seres biológicos, dotados de nossos instintos, por sua vez ligados à procriação e com uma ligação ao prazer inerente ao ato. Seria difícil imaginar casais acasalando, simplesmente para fins de reprodução, se não existisse a gratificação do prazer obtido ao final. Se isso acontecesse, a humanidade certamente já estaria extinta há muito tempo sobre a face da terra.

Li recentemente em um livro que, para evoluirmos no caminho do Paraíso, necessitamos experimentar a paternidade/maternidade, para podermos compreender o amor infinito do Pai do Universo, a quem iremos encontrar no fim da jornada. Nem que seja de modo indireto, cuidando dos filhos de outros, diante da impossibilidade de podermos gerar os nossos descendentes.

Elas são de Marte, contracapa. 001

Contracapa de Elas são de Marte.

Para quem aprecia o gênero, é uma boa sugestão de leitura. Os estilos são bem variados, havendo quem seja mais discreto e quem fale mais abertamente. Pode-se escolher entre 77 o que for de maior agrado.

Décio Adams

decioa@gmail.com

adamsdecio@gmail.com

www.facebook.com/livros.decioadams

www.facebook.com/decio.adams

@AdamsDcio

Telefone: (41) 3019-4760

Celulares: (41) 9805-0732 / (41) 8855-6709

2 ideias sobre “Elas São de Marte! – Mulheres sem censura.

    1. Décio Adams Autor do post

      Obrigado pela visita e seu comentário elogioso. Estou à disposição para quaisquer dúvidas sobre assuntos pertinentes aos artigos que publico, além de alguns comentários sobre livros de autores conhecidos meus.

      Décio Adams.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *